CategoriaArtigos

Literatura e imaginação criadora

A Word is dead When it is sayd, Some say. I say it just Begins to live That day. Emily Dikinson Norma Telles Tradicionalmente, a antropologia tem estudado a humanidade e sua obra; o comportamento dos homens e das comunidades como tentativa de dar uma resposta significativa a uma situação particular. O “trajeto antropológico”, segundo Durand, é uma espécie de caminho exploratório...

Anjos da anarquia

Norma Telles “Anjos da anarquia” foi o título de uma exposição que aconteceu em Manchester, Inglaterra, em 2009 com curadoria de Patricia Allmer que também organiza o livro-catálogo com textos instigantes que colocam questões pertinentes que convém destacar. Esta foi a primeira mostra internacional importante, na Europa, a reunir várias artistas surrealistas do século XX. A categoria mulheres...

Belas e Feras

Norma Telles No princípio era a deusa ladeada por dois felinos. Senhora dos Animais Selvagens (Ilus.1), ela, a dos mil e um nomes, entretinha a conversa entre os vários reinos de sua criação e marcava o ritmo com a cadência de seu andar. Milênios depois, já avançada a história – e lançadas as sementes das fragmentações futuras – por volta de 1583, no Renascimento tardio – a Bela...

Rebeldes, Escritoras, Abolicionistas

Rebeldes, Escritoras, Abolicionistas* Norma Telles As navegações e conquistas ibéricas do século XVI foram obra de machos, navegantes, conquistadores, soldados, povoadores. De padres, bandeirantes e senhores de engenho. Homens agressivos que empregavam a força desligada de toda noção anterior de ordem, que exerceram um poder arbitrário. É certo que algumas mulheres, por conta própria, tentaram...

As mulheres loucas da literatura

Sonhos e iluminações das mulheres loucas da literatura Norma Telles O discurso sobre a “natureza feminina”, que se formula no século XVIII e se impõe à sociedade burguesa em ascensão, define a mulher, quando maternal e delicada, como a força do bem. O anjo do lar. Mas, ela é também potência do mal quando sai da esfera privada ou usurpa atividades que não lhe são culturalmente...