CategoriaViajantes

Aventuras de uma parisiense malcomportada

Norma Telles “Adventure, is my only reason for living”. Alexandra David-Neel “Soyez à vous-même votre lumière” Alexandra David-Neel Era uma manhã de primavera, em 1898, quando uma jovem de quinze anos que tomara um trem na Suíça, para espanto de todas as pessoas sentadas no mesmo compartimento em que se encontrava, desceu para atravessar a pé o passo de Santo Gotardo e caminhar intrépida e...

Duas mil léguas pelos sertões & Duas mil léguas pela cidade

Duas mil léguas pelos sertões & Duas mil léguas pela cidade Norma Telles I promise to show you a map you say but this is a mural then yes let it be these are small distinctions where do we see it from is the question. Adrienne Rich A arte da fuga e o canto de Manon O emprego da palavra voiage, desde o século XVII, designa tanto o deslocamento quanto seu relato, sugere assim uma relação...

Andanças de uma Dama

Norma Telles Foi na primavera de 1993, quando as flores enfeitam os sopés das colinas da região do vêneto, que Freya Stark exalou seu último suspiro após uma longa e celebrada vida de cento e um anos. Nascera na Inglaterra, em 1882, e morreu Dame Freya, título de posição para mulheres equivalente a ‘Sir”, reconhecida como viajante intrépida, escritora de sucesso, mulher inteligente e de...

O Livro de Margery Kempe

Norma Telles O Deus das mulheres não é uma Pessoa, nem um Ente, nem uma Substância: é a divina potencialidade expressiva delas próprias. Luisa Muraro Foi um acaso, folheava uma antologia quando me deparei com fragmentos datados de 1436 e, de imediato, fiquei cativada. Os fragmentos que encontrei formam, com muitas outras páginas, o relato que uma mulher de uns sessenta e cinco anos fez escrever...